Verdade

A verdade dói, porém, liberta! A verdade proporciona transparência, confiança e conforto. Quando você confia em alguém, você está automaticamente transmitindo uma mensagem de que acredita que aquela pessoa é real e verdadeira, e que você se sente em paz ao contar a sua verdade para a mesma. A verdade também é preenchimento de vazios. Vazios estes que são sentidos pelo fato das relações serem superficiais, ou seja, são mantidas por mentiras. É difícil hoje em dia, as pessoas não se sentirem vazias; a maioria das pessoas estão o tempo todo rodeadas de outras pessoas, mas ainda assim, se sentem vazias, por manterem laços sem transparências e construídos através de inverdades. 

O tempo todo, as pessoas constroem por cima de quem são, coisas que não são. Talvez, baseados em suas fantasias vividas em suas mentes, já que é normal fantasiarmos aquilo que não somos e o que não temos. Porém, a forma como afetamos as outras pessoas por negligenciar algo tão importante é realmente desagradável e chato. A sensação de decepção e frustração de quem se depara que a verdade vivida era uma mentira contada por outrem, é grande. 

As pessoas precisam de alguém que possam confiar. Se sentirem seguros, confortáveis, e que sintam verdade ao se comunicarem. 

Já passei por muitas crises em não saber em quem poderia confiar. Já levei golpe, já ouvi mentiras graves de pessoas que eu confiava. Passo por um período de ansiedade e depressão onde já tive vários medos, e uma vez, para me confortar, uma amiga mentiu a respeito de uma situação “vivida” que potencializava as minhas crises de ansiedade quando eu pensava a respeito. Fico me perguntando: “Para quê?” O que a pessoa ganha inventando uma história? Tudo bem que a intensão dessa pessoa foi boa. Mas existem outros meios de ajudar alguém e a mentira não é a solução. E falando de modo geral, pessoas que criam histórias que não existem também proporcionam prejuízos de diversos modos. 

Ao meu ver, essas pessoas, criam tais histórias para terem algum assunto ou para tentar se aproximar de suas fantasias criadas na cabeça.

Não escrevo esse artigo como se eu nunca tivesse mentido, todo mundo mente. Mas procuro ser o mais transparente possível afim de me colocar no lugar do outro, em pensar como ele reagiria com a verdade, após a mentira. 

A verdade dói, machuca, pisa, porém, é um dos poucos mecanismos que temos que nos leva a sermos mais resiliênte

Advertisements

Author: fmat20

18 anos Vivendo em São Paulo Estudante de Jornalismo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s